Viana do Castelo: Antigo albergue de peregrinos transformado em Centro Interpretativo do Caminho Português da Costa

by Alvaro Carrilho

Viana do Castelo: Antigo albergue de peregrinos transformado em Centro Interpretativo do Caminho Português da Costa

A Câmara Municipal de Viana do Castelo inaugura amanhã, a partir das 10h30, o Centro Interpretativo do Caminho Português da Costa, instalado no Hospital Velho, antigo albergue de peregrinos, depois de obras de reabilitação e apetrechamento de cerca de 250 mil euros. No espaço, o visitante poderá encontrar, para além de um conjunto de elementos enquadrantes e interpretativos do Caminho, um conjunto de informações relevantes para a conclusão da peregrinação.

O Hospital Velho corresponde a uma antiga pousada de acolhimento dos peregrinos de Santiago, fundada por João Paes “o Velho” em 1468 e restaurada no século XVI com o intuito de prestar auxílio a viajantes e peregrinos. No âmbito da regeneração urbana, a Câmara Municipal apresentou candidatura ao Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU), para uma empreitada de quase 145 mil euros, que requalificou as fachadas e a cobertura do edifício do Hospital Velho.
Já o apetrechamento da nova valência, num investimento de mais de 92 mil euros, foi feito no âmbito da candidatura Valorização dos Caminhos de Santiago – Caminho Português da Costa, que reúne dez municípios.

No âmbito das candidaturas foi executado um conjunto de obras de requalificação que permitiu dotar o espaço de condições e meios técnicos para a receção de peregrinos e visitantes retomando, de certa forma, a sua função primordial.
A Valorização do Caminho Português da Costa encontra-se integrada numa Rede Intermunicipal, coordenada tecnicamente pela Câmara Municipal de Viana do Castelo, e onde são parceiras as Câmaras Municipais do Porto, de Matosinhos, da Maia, de Vila do Conde, da Póvoa de Varzim, de Esposende, de Caminha, de Vila Nova de Cerveira e Valença.

A “Valorização dos Caminhos de Santiago – Caminho Português da Costa” resulta de uma candidatura conjunta dos 10 municípios ao Norte 2020, com o objetivo de valorizar e reconhecer oficialmente este Caminho como itinerário da peregrinação a Santiago. Esta rede intermunicipal apresenta uma imagem de marca única e uma comunicação integrada que visa potenciar o valor intrínseco do Caminho Português da Costa.

Esta candidatura pretende também dinamizar o potencial Cultural e Turístico das peregrinações a Santiago de Compostela, fomentando o desenvolvimento económico, social e ambiental nos territórios atravessados por este traçado; contribuir para o desenvolvimento de produtos identificados como estratégicos para esta região que permitam complementar a oferta existente, nomeadamente nas vertentes do Turismo de Natureza e Touring Cultural e Paisagístico; e promover a colaboração intermunicipal materializada na conceção, gestão, implementação, comunicação e promoção deste projeto de natureza Cultural, Ambiental e Turística.

Fonte: CMVC

Outros temas de interesse

Portugal Notícias utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Tem a opção de recusar ou aceitar. Aceito Mais informações

Privacidade & Política de Cookies